Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

11/08/2011

Temor de contágio da crise persiste e bolsas europeias caem

Em mais uma jornada marcada por altos e baixos, as bolsas na Europa operavam instantes atrás com perdas. Os investidores acompanham o movimento das ações de bancos, especialmente os franceses, e papéis de empresas ligadas a matérias-primas.

Há pouco, em Londres, o FTSE 100 cedia 0,39%, para 4.987,43 pontos. O CAC 40, de Paris, declinava 1,83%, ficando em 2.948,03 pontos. Em Frankfurt, o DAX tinha desvalorização de 0,83%, aos 5.567,09 pontos. Em Madri, o Ibex 35 recuava 1,26%, ficando em 7.865,50 pontos. O FTSE MIB, de Milão, apresentava baixa de 2,16%, somando 14.358,89 pontos.

Entre os papéis com desvalorização, apareciam os da AXA, do BNP Paribas, do Société Générale, da Danone, do Crédit Agricole, do Royal Bank of Scotland (RBS), Lloyds, Deutsche Bank e Allianz.

Existe a preocupação de que a França seja afetada pela crise da dívida na Europa. Ontem, em meio a uma alta da taxa de retorno dos bônus francesas, as agências de classificação de crédito S&P, Moody's e Fitch reforçaram o rating "AAA" da França.

Dos Estados Unidos, os agentes receberam o resultado da balança comercial dos Estados Unidos e os pedidos de seguro-desemprego, que caíram em 7 mil na semana passada, para 395 mil.

Juliana Cardoso

Fonte: Valor, com agências internacionais / Uol Notícias - 11/8/2011

Voltar

Leia também

Programa ACS na TV: Eduardo Heron, Diretor Técnico do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil - CECAFÉ

CAFÉ: Principais pontos dos preços do café no mês de janeiro

CAFÉ: Café solúvel: exportação do Brasil cai em volume, mas tem receita recorde em 2022

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.