30/05/2011

Prepare-se para abraçar mudanças

Marcelo Mariaca - Presidente do conselho de sócios da Mariaca e professor da Brazilian Business School

Hoje a mudança é constante no mercado de trabalho. Fusões, reorganizações, incorporações estão se tornando rotina no mundo corporativo aqui e lá fora, e esses processos vão continuar.

Quando duas empresas se juntam, além do clássico corte de custos, há o enxugamento de pessoal. O resultado, você conhece: demissões e demissões.

Em vez de se lamentar ou trabalhar com medo, achando que pode ser a próxima "vítima" (e, acredite, não há vítima nessa historia; todos são jogadores e vencedores em potencial), o melhor é conhecer as mudanças de perto para gerenciá-las e trabalhá-las da melhor forma.

Uma das certezas quer se pode ter no mundo do trabalho no século XXI é que a mudança faz parte da vida.

As mudanças que afetam o mundo causam alterações sociais tão drásticas quanto aquelas que ocorreram durante a Renascença e a Revolução Industrial.

Diante de uma crescente concorrência global multicultural e sob os ventos de novas tecnologias e valores de consumo em transformação, pessoas e empresas passam por uma grande revisão de conceito de suas atividades.

Toda essa transformação tem estimulado novos valores nas pessoas e nas equipes. Nas empresas, espera-se que os funcionários abandonem antigas atitudes e comportamentos e adotem novos.

O contrato de emprego vitalício em troca de lealdade está extinto. As empresas estão ficando cada vez mais horizontais - o quadro gerencial tem sido um dos mais atingidos pelas reestruturações nas últimas duas décadas.

O ambiente de hierarquias e papéis bem definidos mudou, substituído por relacionamentos. Cada vez mais, os gerentes estão sendo solicitados a liderar equipes e projetos que permeiam diversas partes de hierarquia organizacional. São vistos como líderes e coaches (treinadores), não como controladores.

Os novos contratos acenam com oportunidades em projetos e tarefas. A atividade de consultoria cresce na medida em que empresas "alugam" o talento de que precisam para projetos específicos.

Há uma mistura de funcionários em tempo integral, meio período e temporários. As pessoas às vezes terão carreiras simultâneas, usando suas habilidades em múltiplas atividades e diversos empregadores.

A nova realidade mostra que o trabalho está cada vez mais voltado para projetos, até mesmo para gerentes e executivos. Quando o projeto é concluído, o profissional segue adiante, abrindo novas oportunidades em outras empresas.

O negócio próprio, o trabalho a distancia (home office) e o emprego temporário estão cada vez mais frequentes em algumas profissões.

As habilidades gerenciais mais valorizadas são a visão do sistema inteiro em ação, o trabalho em equipe, a tolerância, a ambiguidade (atuar em ambientes em que a mudança é uma constante), a produtividade (mais resultados com menos recursos), o gerenciamento da mudança.

O melhor a fazer é respirar fundo e abraçar essas mudanças, que significam também possibilidade de desenvolver a iniciativa, a criatividade, o empreendedorismo.
A necessidade é a mãe da criatividade.

---------------------------------------------------------

Marcelo Mariaca é presidente do conselho de sócios da Mariaca e professor da Brazilian Business School

Fonte: Brasil Econômico - 30/5/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.