14/04/2011

Portos disputam os produtos brasileiros

Editorial

Ao mesmo tempo em que enfrentam gargalos cada vez maiores até ganharem os mares - um dos mais notórios resulta nas quilométricas filas de caminhões que aguardam vários dias para descarregar soja em Paranaguá (PR) - os produtos brasileiros estão se tornando objeto do desejo da maioria dos portos europeus e americanos.

A expansão ininterrupta das exportações, cujo volume saltou de US$ 55 bilhões para US$ 201 bilhões em uma década, despertou o interesse dos grandes terminais estrangeiros que oferecem facilidades logísticas e incentivos para receber empresas exportadoras e garantir o maior fluxo de navios.

Com isso, como explica Marcos Vendramini, consultor de logística portuária, além de ampliarem a receita, também ficam em condições de atrair mais armadores.

"Nosso alvo são as grandes empresas de energia, manufatura, alimentos e logística. Queremos recrutá-las para o Texas", afirma John Curtino, representante no Brasil da autoridade portuária e da Câmara de Comércio de Houston.

Em 2010, o fluxo comercial entre o país e esse porto somou US$ 11,3 bilhões, com expansão de 34% em relação a 2009.

Embora com um volume inexpressivo de mercadorias brasileiras, o porto de Marselha, na França, também participa dessa disputa usando como trunfo a facilidade de distribuição para toda a Europa.

"Estamos mais próximos do Brasil que Rotterdam e outros portos do norte do continente", lembra Dirk Becquart, diretor comercial e vice-presidente da autoridade portuária de Marselha, que mantém parceria com o porto de Santos, mas já admite a necessidade de criar uma representação no país.

Outros terminais europeus também estudam aproximação maior com os exportadores brasileiros, entre eles o de Bremen, na Alemanha, e o de Lisboa. Neste caso, a aposta se concentra na agricultura, e um dos atrativos são diferentes modais para levar o produto exportado, como a laranja e derivados do interior paulista até a entrega no destino final nas cidades europeias.

Fonte: Brasil Econômico - 14/4/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.