11/02/2011

Nokia se alia à Microsoft e adota sistema operacional Windows Phone

A Nokia, maior fabricante mundial de telefones celulares, anunciou nesta sexta-feira um "amplo acordo estratégico" com a Microsoft para criar um novo sistema conjunto baseado no Windows Phone, que concorra com o iOS, da Apple, e o Android, do Google. A companhia finlandesa assegurou em comunicado que adotará o Windows Phone como principal sistema operacional para seus smartphones e deixará em segundo plano o MeeGo, sua própria plataforma.

A aliança entre Nokia e Microsoft também contempla o desenvolvimento conjunto de novas aplicações e serviços para telefones móveis, em uma tentativa de competir com a App Store, da Apple, e o Android Market, do Google. Este acordo faz parte da nova estratégia com a qual a Nokia pretende recuperar a liderança mundial da inovação no mercado da telefonia celular, muito debilitado desde a aparição do primeiro iPhone da Apple, em 2007. A perda de terreno do gigante finlandês nos últimos anos levou há poucos dias seu novo diretor-executivo e antigo diretor da Microsoft, Stephen Elop, a comparar a situação da companhia com "uma plataforma petrolífera em chamas", em comunicado interno dirigido a seus funcionários.

"A Nokia está em uma conjuntura crítica, onde uma mudança significativa é necessária e inevitável em nosso caminho", afirmou nesta sexta-feira Elop em comunicado. "Hoje estamos acelerando essa mudança através de um novo caminho, com o objetivo de recuperar a liderança nos smartphones, reforçar nossa plataforma móvel e realizar investimentos futuros", acrescentou. A nova estratégia da Nokia também inclui algumas mudanças em sua cúpula de direção, embora menores que o esperado.

O maior prejudicado nesta remodelação foi o venezuelano Alberto Torres, responsável pelo desenvolvimento do MeeGo, que foi destituído nesta quinta-feira após o fracasso do novo sistema operacional para smartphones da Nokia. Apesar de ter sido desenvolvido durante anos, o MeeGo, plataforma com a qual a Nokia queria reconquistar o mercado da telefonia celular, ainda não foi lançado.

Gizmodo: e por que não o Android, Nokia?

Acabou de acabar em Londres a coletiva de Stephen Elop, CEO da Nokia, e Steve Ballmer, da Microsoft, que explicaram melhor o anúncio bombástico de hoje cedo. Elop reiterou dezenas de vezes que o Windows Phone é A prioridade da Nokia agora. E veio a primeira pergunta, inevitável: "Mas por que não o Android?" Elop respondeu.

O CEO mais franco dos últimos tempos não deu muitas voltas e disse que avaliou as três opções: o desenvolvimento em casa, de Meego e Symbian, estava "lento demais", a ponto de ser "preocupante" (foi a palavra que ele usou). A opção do Android foi sim cogitada, houve conversas com o Google, mas se adotasse o robô a Nokia não teria "diferenciações o suficiente em relação a outras fabricantes".

Fonte: Terra - 11/2/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.