10/03/2011

Museu do Café: uma xícara pelos 13 anos

CÉSAR MIRANDA
DA REDAÇÃO

Em vez de champanhe para comemorar, café. Afinal, dependendoda ocasião, essa bebida cai muito bem para brindar uma data especial, como o aniversário do Museu do Café.

Para celebrar 13 anos de existência, comemorados no sábado, esse espaço cultural e turístico promove 13 ações, entre exposição de peças do acervo e intervenções educativas em locais públicos.

O museu, fincado no Centro Histórico de Santos, preserva a histórica relação entre o café e o Brasil.

As atividades ocorrerão amanhã, das 9 às 17 horas.

Um dos destaques da programação acontecerá na Estação Rodoviária. Munido de umacâmeradigitaletocandona memória afetiva das pessoas, um educador do museu vai coletar depoimentos perguntando: "O que o café te faz lembrar?"

Outra ação que irá despertar a curiosidade das pessoas será desenvolvida na entrada do prédio do Museu do Café.

Trata-se do estivador Jacinto, um boneco famoso por carregar sacas de café e que sempre atrai olhares curiosos de quem visita o espaço.

Na oportunidade, quem quiser tirar fotos gratuitamente, simulando carregar sacos de café nos ombros, basta comparecer entre 12 e 14 horas no local.

Segundo a diretora técnica do museu, Marília Bonas Conte, o objetivo das 13 ações é cativar e aproximar mais as pessoas deste espaço que remete à história de Santos, de São Paulo e do Brasil.

Ela diz que essa programação ajuda a desmistificar um pouco esse ponto turístico da Cidade. "Muita gente pensa que irá encontrar apenas obras de arte e solenidade quando vai em museu. Aqui não. Costumo brincar dizendo que esse é o único museu onde é possível beber o acervo", comentou.

Por mês, em média, 4 mil pessoas visitam o espaço. "No fim desemana,amaioriaéestrangeiro. Durante a semana, recebemosmuitosalunosdeescolas".

Na exposição permanente do museu, o visitante faz uma viagem no tempo. O passeio começa com a chegada das primeiras mudas da planta ao País e passa pela profissionalização das plantações e da mão de obra.

Fotografias, maquetes e painéis ajudam a contextualizar a história de riqueza e progresso impulsionados pela cafeicultura, como a expansão da malha ferroviária no Estado de São Paulo e o desenvolvimento do Porto de Santos, por exemplo.

Entre os planos do museu, Marília diz que está a realização de três exposições ao longo do ano. Segundo ela, existe ainda o desejo de ampliar o espaço físico do imóvel, hoje utilizado por áreas técnicas. Além disso, segundo a diretora, há planos ainda de construção de um restaurante e uma livraria.

SERVIÇO:

O MUSEU DO CAFÉ FICA NA RUA XV DE NOVEMBRO, 95.
ABRE DE TERÇA A SÁBADO, DAS 9 ÀS 17 HORAS.
AOS DOMINGOS FUNCIONA DAS 10 ÀS 17 HORAS.
INGRESSOS PARA VISITAÇÃO CUSTAM R$ 5,00. ESTUDANTES E PESSOAS ACIMA DE 60 ANOS PAGAM MEIA-ENTRADA. EXCEPCIONALMENTE NESTE SÁBADO, DIA 12, A VISITAÇÃO AO MUSEU SERÁ GRATUITA.

Programação

Praça Mauá
Painel mostra as diferentes fases da cadeia cafeeira. No mesmo local, entre 12 e 13 horas, um barista apresentará dicas sobre como preparar um ótimo café em casa

Praça da República
Apresentação dos diferentes tipos de café, principais regiões produtoras, tipos de colheita, secagem, torra, entre outros fatores que influenciam no sabor da bebida

Praça Rui Barbosa
Será montada uma pequena biblioteca com parte do acervo do Centro de Informação e Documentação do Museu do Café. Livros adultos e infantis, além de jornais e revistas, estarão à disposição para leitura do público

Poupatempo
Mostra de coleção de xícaras de café datadas das décadas de 1940, 1950 e 1970

Agência Central dos Correios
Exposição de um aparelho de telex, principal meio de comunicação utilizado nas negociações de café até meados da década de 1980

Estação Rodoviária
Coleta de depoimento com o tema: O que o café te faz lembrar?

Paço Municipal
Exposição de um torrador de café, modelo bola, utilizado desde o século 19 até os dias de hoje

Restaurante Café Central
Nove ilustrações de Ziraldo que fazem parte da exposição Café, o seu melhor amigo

Restaurante Pelé Arena
Exposição de um moedor manual de café produzido na França entre os anos de 1879 e 1909

Largo do Café
Um terminal interativo touchscreen apresentará fotos, vídeos e textos sobre o café

Bulevar da Rua XV de Novembro
Quatro painéis apresentam poesias brasileiras inspiradas no café

Entrada do edifício do Museu do Café
Fotos gratuitas com o estivador Jacinto, personagem imortalizado em postais e publicações, entre 12 e 14 horas. A partir das 17 horas, o grupo Tirolli Dixie Land apresenta clássicos do jazz

Fonte: A Tribuna, 10/3/2011

Confira a reprodução da notícia

Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.