29/06/2011

Gastos com informação digital e produtos serão de US$ 2,1 tri em 2011

Em 2010, os gastos foram de US$2 trilhões mas a expectativa é de que esse valor suba para US$2,8 trilhões em 2015, afirma pesquisa

Somente em 2011, as pessoas de todo o mundo gastarão um total de US$2,1 trilhões em informação digital e produtos de entretenimento, ou seja, aparelhos de tecnologia digital e serviços de acesso, consumo e criação de conteúdo.

Em 2010, o gasto foi um pouco menor - US$2 trilhões. Desse total, US$1,2 tri foi referente a serviços de chamadas de celulares e dados móveis, banda larga, jogos online e serviços de vídeo, como assinaturas de TV a cabo.

Outros US$600 bi foram gastos em dispositivos eletrônicos como celulares, dispositivos portáteis, PCs e seus dispositivos, além de equipamentos para entretenimento, como televisões e consoles de games.

O restante - US$200bi - correspondem a conteúdo de vídeo comprado, alugado, em streaming ou baixado, pay-per-view, vídeo on demand, software de jogos, música digital e livros.

Os dados são da Gartner Inc., empresa de estudos e pesquisas sobre tecnologia e informação.

“Os fabricantes devem diversificar suas ofertas em todos os segmentos gastos pelos múltiplos consumidores, gerando receita em todo o ecossistema e levando serviços já existentes para a transformação em novos produtos e serviços.”, disse Amanda Sabia, principal analista de pesquisas da Gartner.

A pesquisa completa pode ser acessada no site da Gartner Inc.

Fonte: Olhar Digital - 28/6/2011
Voltar

Leia também

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

ECONOMIA: Selic deverá atingir 8,75% para controlar a inflação

PETRÓLEO E GÁS: Produção de petróleo e gás no pré-sal é recorde em setembro

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.