Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

20/09/2010

Fornecimento de gás boliviano ao Brasil não muda até 2019

Luiz Antônio Alves, AGÊNCIA BRASIL

Brasília - O contrato de compra e venda de gás que o Brasil mantém com a Bolívia continuará sem alterações até 2019, segundo informação divulgada pelo presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), a estatal de petróleo, Carlos Villegas.

O anúncio, de acordo com a Agência Boliviana de Informação, encerra uma série de reuniões mantidas em La Paz pelo assessor especial da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, que liderou comitiva brasileira de técnicos do governo e de empresários para avaliar antigos e novos negócios com a Bolívia. Garcia está na capital boliviana desde terça-feira (6).

De acordo com o presidente da YPFB, Carlos Villegas, não foram feitas modificações expressivas no contrato para fornecimento de gás ao Brasil. O volume do produto e o cálculo do preço continuam os mesmos até 2019. O Brasil recebe, no mínimo, 24 milhões de metros cúbicos de gás boliviano por dia. O volume máximo estabelecido em contrato é de 31 milhões de metros cúbicos.

No final do ano passado, o gás estava sendo vendido a US$ 4,5 por milhão de BTUs, medida inglesa usada para estabelecer o preço do produto. Em março de 2010, o preço era de US$ 5,71. Em abril, o gás está custando US$ 6,01 por milhão de BTUs. Em relação a março, o aumento do preço de exportação do gás boliviano foi de 5,2%.

Segundo Villegas, nos últimos dias o Brasil tem aumentado a demanda pelo gás, em relação aos últimos meses de 2009. Mesmo assim, a fórmula de cálculo não sofrerá variações na venda de gás ao país, tendo em vista o comportamento positivo do preço do petróleo no mercado internacional.

Fonte: Exame / Agência Brasil - 8/4/2010
Voltar

Leia também

CAFÉ: IBGE eleva previsão de safra de café do Brasil para 53,2 mi sacas

ATUALIDADES: R$ 8 mi em créditos da Nota Paulista vencem neste mês; veja como não perder o seu

MEIO AMBIENTE: Amazônia tem 8.590 km quadrados de área desmatada em 1 ano

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.