Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

06/07/2011

Facebook lança parceria com Skype para vídeo-chamada

Weruska Goeking   (wgoeking@brasileconomico.com.br)

Zuckerberg anunciou também mudanças no design da página, mais especificamente na barra lateral onde os contatos para bate-papo aparecem

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, anunciou nesta quarta-feira (6/7) as novidades para a rede social. Entre elas está a parceria com o Skype para implantar um aplicativo de vídeo-chamada.

"Com apenas dois cliques eu estou conectado e falando com meu amigo", disse Philipe Su, engenheiro de software do Facebook, ao realizar uma demonstração do novo serviço do site.

Su destacou a facilidade de conectar a vídeo-chamada, já que será necessário apenas um clique em um botão. "Não serão sites separados e o download do Skype é muito fácil", explica.

Outra novidade está no chat em grupo, que também poderá ser acionado por um clique nos contatos.

Zuckerberg anunciou também mudanças no design da página, mais especificamente na barra lateral onde os contatos para bate-papo aparecem. A ideia é do novo layout é facilitar a localização dos amigos para o envio de mensagens, mesmo quando eles não estão conectados naquele momento.

Segundo Zuckerberg, as novidades estarão disponíveis ainda hoje, mas não entrou em detalhe sobre quantos usuários teriam acesso às novas ferramentas.

Concorrência

Sobre o lançamento do Google+, rede social da gigante de internet anunciada em 28 de junho e concorrente de Zuckerberg, o fundador do Facebook disse que um dos diferenciais de sua companhia está nas parcerias para o desenvolvimento de novos produtos, utilizando do conhecimento já existente para o aprimoramento de ferramentas.

O discurso não deixa de ser um "cutucão" no concorrente, que costuma desenvolver as próprias ferramentas. O Google+ possui um recurso de vídeo-chamada próprio.

Fonte: Brasil Econômico - 6/7/2011

Voltar

Leia também

Programa ACS na TV: Prof. Dr. Édison Monteiro, Diretor Regional da UNIP Santos

CAFÉ: Café/Cepea: Janeiro é marcado por alta de preços e reaquecimento do mercado doméstico

MUNDO: Economia global desacelera em 2024

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.