Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

06/07/2012

Deputado relator da Lei Geral da Copa acredita que Santos será subsede, em visita à Associação Comercial

Deputado relator da Lei Geral da Copa acredita que Santos será subsede, em visita à Associação Comercial

O deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), relator da Lei Geral da Copa, confia na possibilidade de Santos ser subsede da Copa do Mundo de 2014. Ele afirmou a confiança em visita à Associação Comercial de Santos (ACS) na tarde desta sexta-feira, 6 de julho de 2012. "Santos tem ainda a vantagem de contar com Pelé, que é o embaixador brasileiro da Copa", completou.

Cândido foi recepcionado pelo presidente da Associação Comercial de Santos, Michael Timm, pelo 1.º vice-presidente, Vicente do Valle, e pelo diretor executivo, Marcio Calves. Ele veio acompanhado de Francisco Neto, assessor do ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Claudio Oliveira Araújo, de Santos, também integrou a comitiva do deputado federal.

Após convesar com Timm na Sala da Presidência da Associação Comercial de Santos, Cândido assistiu a uma apresentação do Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini, da empresa Concais, feita pela gerente geral, Sueli Martinez, no Salão de Reuniões, no 2.º andar.

Leitos

Vicente Cândido, após a explanação sobre o terminal da Concais, disse que ficou mais tranquilo ao saber que o porto terá condições de receber até cinco navios de passageiros, com capacidade para 15 mil leitos. E como em São Paulo a capacidade prevista para a Copa é de 42 mil pessoas nos hotéis, a perspectiva é alentadora, no entender dele.

"São Paulo não tem novas obras de hotéis", alerta Cândido. "Por isso os candidatos a prefeito da Capital têm que pensar no assunto. Santos dará grande contribuição para resolver esse gargalo".

Cândido fez uma breve análise dos preparativos do Brasil em relação à Copa do Mundo. "No que diz respeito a estádios, tudo vai se resolver, só em Natal que há atraso. A situação dos aeroportos está bem encaminhada, principalmente com a privatização. Na mobilidade urbana, haverá problemas, mas os dias de jogo do Brasil serão feriados, na prática. E, em relação ao mundo, alertamos para que não marquem eventos no País, na época da Copa".

O presidente da Associação Comercial de Santos também acredita que de Santos tem tudo para ser subsede da Copa. "Os 15 mil leitos dos cinco navios de passageiros farão a cidade estar muito mais perto. A cidade também está bastante próxima de São Paulo, a apenas 70 quilômetros, e conta com o Centro de Treinamento do Santos Futebol Clube. Além disso, representará um incremento para o turismo da região".

Sueli Martinez antecipou que as obras previstas pelo Governo Federal, de ampliação do cais de atracação de navios de passageiros no Porto de Santos, "representarão aumento de 40% na capacidade de atendimento de turistas, passando de 42 mil pessoas por dia para 60 mil".

A intenção do Governo Federal é investir R$ 235 milhões no Porto de Santos, para obras relacionadas à Copa do Mundo. Em todo o País, são sete os portos contemplados, com investimentos programados de R$ 1 bilhão, para empreendimentos incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2).

A obra no Terminal de Passageiros é de alinhamento dos berços de atracação de navios, envolvendo uma extensão de 1.320 metros, do cais do Armazém 23 até o 29.

 

Voltar

Leia também

Câmara de Tecnologia & Inovação: Novo nome

Nova coordenação do Núcleo Jovem toma posse e anuncia projetos para desenvolvimento da ACS

CAFÉ: Pressão no financeiro: Café acompanha dia de baixas e recua mais de 400 pontos em Nova York

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.