30/06/2011

Com smartphones e tablets, tráfego de dados deve aumentar 26 vezes até 2015

Mundo já reúne 5,3 bilhões de aparelhos celulares, mas vendas de dispositivos móveis continuam crescendo

iG São Paulo

As vendas de tablets e smartphones puxarão o desenvolvimento do mercado de serviços móveis nos próximos anos, de acordo com Pedro Ripper, presidente do iG, durante palestra no CIO Club, evento destinado a executivos de Tecnologia da Informação (TI), realizado hoje em São Paulo (SP). O executivo afirmou que esses aparelhos ajudarão a aumentar o tráfego de dados na internet em 26 vezes até 2015.

De acordo com dados apresentados por Ripper durante a palestra, as vendas de tablets e de smartphones no Brasil devem crescer 922% e 260%, respectivamente, entre 2010 e 2014. "A velocidade de crescimento deste mercado é sem precedentes", disse Ripper durante o evento. Atualmente, entre celulares comuns e smartphones, o mundo reúne 5,3 bilhões de dispositivos.

Durante o evento, Ripper mostrou em alguns gráficos que as vendas de smartphones superam, em muito, as vendas de aparelhos que, no passado, revolucionaram o mercado de tecnologia. As vendas acumuladas do iPod parecem pequenas perto das vendas do iPhone e do iPad. "A velocidade de adoção do iPhone representa o triplo do iPod."

Aplicativos superam voz

Com cada vez mais dispositivos móveis nas mãos dos usuários, diz Ripper, o tráfego de dados deve aumentar exponencialmente nos próximos anos. Isso por que esses aparelhos servem, cada vez mais, para acessar informações e serviços por meio de aplicativos, em vez de fazer chamadas de voz.

Segundo Ripper, do total de minutos de uso do smartphone, a maior parte (47%) é usada para acessar aplicativos instalados no aparelho a partir de lojas, como a App Store e o Android Market. Outros 12% são gastos para acessar páginas web e web apps, sites acessados por meio do navegador, mas com interface similar a de aplicativos. Para telefonia, segundo Ripper, o usuário reserva 32% do tempo com o aparelho.

"É por isso que muitas empresas de internet deixaram de pensar depois em mobilidade", diz Ripper. Como exemplo, o executivo citou a rede social Facebook que já reúne 200 milhões de usuários que a acessam apenas por meio de dispositivos móveis e são duas vezes mais ativos do que os internautas que acessam o serviço apenas pelo computador.

Fonte: IG - 29/6/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.