09/03/2011

Canadá e Índia são novas pontes do comércio do País

Rita Gallo
Karina Nappi

São Paulo - O Brasil está abrindo duas novas frentes em seu relacionamento comercial: Canadá e Índia. Nos dois países, os investimentos brasileiros crescem em ritmo acelerado, ao mesmo tempo que há atração crescente de capitais desses dois mercados para o País.

O Brasil descobriu recentemente o Canadá como fonte de investimentos e a porta de entrada são os setores de mineração e energia. "Os canadenses começaram a investir no País em resposta ao movimento brasileiro. Os empresários brasileiros responderam à altura e começaram a busca por setores promissores no Canadá, que hoje são o de mineração e o de agronegócios.

A Bolsa de Toronto (exclusiva para mineração e energia) é o principal mercado de captação de recursos para empresas de mineração e energia.

O aumento na participação das empresas canadenses no Brasil deu-se por pequenas e médias empresas, que participam de grandes cadeias produtivas no Brasil como a da Vale e da Petrobras, e por possuírem tecnologia diferenciada e específica.

A Índia está se tornando uma plataforma para negócios de empresas brasileiras de variados portes. É o caso da Fanen, líder nacional de equipamentos médicos para neonatologia, que encontrou naquele país todas as características para aumentar ainda mais a sua presença global. "A Índia foi escolhida como nossa primeira base internacional pela similaridade com o Brasil nas necessidades em saúde e pela localização geográfica próxima da Ásia e do Oriente Médio", explica Marlene Schimidt, diretora executiva da Fanen. A empresa planeja construir uma fábrica naquele país até 2012. Atualmente, já conta com um escritório em Nova Délhi e finaliza uma linha de montagem para equipamentos enviados do Brasil.

Marcopolo e Weg são outros dois exemplos de companhias que montaram operações fabris na Índia. A Marcopolo tem joint venture com a Tata Motors, que produz 5.216 unidades. Já a Weg fez aporte de US$ 60 milhões em uma unidade que vai operar a plena carga até o final de 2013.

Fonte: DCI - 9/3/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.