Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

16/02/2012

Brasil atrai estaleiros e deve se tornar exportador

Juliana Estigarríbia
 
São Paulo - Com uma costa de mais de 7,3 mil quilômetros de extensão, o Brasil  começa a se firmar como um grande mercado para barcos. O aumento do poder aquisitivo no País tem levado alguns consumidores a considerar o item para seu lazer.

Diante desse potencial, empresas estrangeiras como a Azimut-Benetti se instalaram no Brasil e nacionais como Kalmar fazem planos. A italiana, uma das maiores fabricantes do mundo no setor, está construindo o segundo estaleiro em solo nacional quer tornar o País uma base de exportação para América Latina e EUA.

"O Brasil é um país perfeito para o mercado náutico", afirmou ao DCI o presidente da Azimut, Luca Morando. Mas esse
luxo  é ainda para poucos, uma vez que um barco "simples", com 20 pés, não sai por menos que R$ 20 mil. Um iate chega a custar mais do que R$ 5 milhões.

"Nosso cliente é sofisticado e sabe que está investindo em um produto de qualidade", ressalta Morando.

Fonte: DCI - 16/2/2012

Voltar

Leia também

CAFÉ: De olho nos estoques certificados e na chuva no Brasil, arábica abre estendendo ganhos

ELEIÇÕES: Urnas eletrônicas passam por auditoria

COMÉRCIO EXTERIOR: Correção aduaneira sobre importação por pessoa física é avanço, dizem especialistas

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.