Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

22/09/2011

Bolsas europeias operam em forte queda

Bianca Pinto Lima

O mercado de ações na Europa reage com pessimismo às últimas decisões do banco central americano (Federal Reserve) para reativar a economia do país. A Bolsa de Londres desaba 4,03%, Frankfurt recua 3,86% e Paris cede 4,30%.

Ontem, o Fed deu mais um passo não convencional para tentar estimular a economia norte-americana que flerta com a recessão, afirmando que vai aumentar a fatia de Treasuries (títulos) de longo prazo de sua carteira em US$ 400 bilhões até junho de 2012, num esforço para tornar o crédito mais barato e impulsionar os gatos e os investimentos. Para manter as taxas de hipotecas baixas, o Fed também disse que vai reinvestir os recursos dos ativos lastreados em hipotecas e das dívidas das agências que vencerem em ativos hipotecários.

O resultado prático das medidas tem efeito duvidoso. Muitos analistas dos Estados Unidos a reivindicaram não propriamente por contarem com efeitos milagrosos, mas por entenderem que alguma coisa o Fed tinha de fazer para passar a impressão de que enfrenta corajosamente a paradeira exasperante da economia americana e o drama de 14 milhões de desempregados (9,1% da força de trabalho).

Nesta quarta mesmo, a reação do mercado após o anúncio do Fed foi de frustração e desânimo, aparentemente por não conseguir rechaçar a percepção de que não serão apenas essas medidas que irão resolver a estagnação da economia americana.

Fonte: O Estado de S. Paulo -22/9/2011
Voltar

Leia também

CAFÉ: De olho nos estoques certificados e na chuva no Brasil, arábica abre estendendo ganhos

ELEIÇÕES: Urnas eletrônicas passam por auditoria

COMÉRCIO EXTERIOR: Correção aduaneira sobre importação por pessoa física é avanço, dizem especialistas

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.