01/04/2011

BNDES deve ter maior pressão com juros baixos

Marcelle Gutierrez

São Paulo - Apesar da preocupação do governo com a escalada do crédito e com a capacidade do BNDES de atender à demanda, novas medidas continuam a aumentar a pressão sobre o banco de fomento.

Depois de anunciar a manutenção da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 6% ao ano, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estendeu ontem o limite de financiamentos de 25% do patrimônio de referência a todas as controladas da Eletrobras, aumentando o limite de crédito.

Por outro lado, espera-se que o BNDES adote critérios mais rígidos. O banco anunciou ontem o aumento de sua participação no capital da estatal de energia elétrica para 22%.

Fonte: DCI - 1.º/4/2011
Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.