Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

10/02/2022

Audiência pública sobre a desestatização do Porto de Santos dura quase seis horas

Fonte: Departamento de Comunicação da ACS

Organizada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), a audiência pública que discutiu a desestatização do Porto de Santos durou quase seis horas. A sessão, que foi realizada de forma híbrida, ocorreu nesta quinta-feira no auditório da Associação Comercial de Santos e contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Além do ministro, participaram autoridades portuárias, políticos e representantes do Governo federal. O objetivo da audiência foi receber contribuições para aprimorar os documentos relativos à desestatização. O prazo de concessão será de 35 anos, prorrogável por até cinco anos.

O secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, foi o responsável pela apresentação do detalhamento do processo de desestatização da Autoridade Portuária de Santos.
Uma nova audiência pública deve ser realizada antes do prazo final das contribuições públicas, que se encerra no dia 16 de março.

De acordo com os estudos, os investimentos previstos para a adequação da infraestrutura do Porto Organizado totalizam R$ 16 bilhões, distribuídos ao longo da vigência contratual.


> Confira como foi a audiência pública

 

Voltar

Leia também

CAFÉ: OIC aprova proposta para novo acordo internacional do café

TRANSPORTE: Estado de SP congela valor de pedágios e não aplicará reajuste neste ano

PETRÓLEO E GÁS: Senado marca votação da PEC dos Combustíveis para hoje

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.