Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

31/03/2022

Associados aprovam as contas do exercício 2021

Associados aprovam as contas do exercício 2021

Fonte: ACS

Durante Assembleia Geral Ordinária da Associação Comercial de Santos (ACS), realizada na noite desta quarta-feira (31), os associados aprovaram por ampla maioria as contas da diretoria-executiva, referentes ao exercício de 2021.
O presidente da ACS, Mauro Sammarco, foi quem iniciou a assembleia relatando o trabalho e as atividades realizadas durante a sua gestão no ano de 2021 em prol da entidade.

Entre os destaques, o presidente falou da precificação de alguns serviços que não tinham reajuste há 10 anos, citou a criação de novos serviços, como o ACS Academy, que visa a qualificação de associados e sociedade em geral e o Curso de Classificação e Degustação de Café, reformulado para o modelo híbrido, após ficar parado por dois anos devido à pandemia.

Sammarco também falou sobre a readequação das aplicações financeiras, fazendo um grande estudo de mercado. “Na área comercial, implantamos um departamento específico para que os colaboradores pudessem visitar os clientes e encontrar a melhor forma de melhorar o serviço”.

A implantação de um novo sistema para a emissão do Certificado de Origem também foi pontuada pelo presidente. “ A partir do dia 4 de abril, o sistema Goevo já passa a ser totalmente digital. O que irá facilitar e agilizar a emissão do documento”, afirma o presidente.

Aprovações

O diretor-financeiro, Rogério Conde, fez uma rápida apresentação do Balanço Patrimonial e dos Demonstrativos Financeiros, acatados pelos associados.

Ainda durante a reunião, também foi aprovado o relatório anual de atividades da diretoria executiva do exercício de 2021.

A Assembleia Geral Ordinária foi presidida por Eduardo Carvalhaes  Júnior, do Escritório Carvalhaes, com apoio do secretário Leonardo Delfino Filho, da Criando Valor.

Prédio anexo — biblioteca
Em assembleia  extraordinária, os associados também aceitaram o orçamento para a reforma do prédio anexo - biblioteca.

O diretor-secretário, Marcelo Teixeira Filho, explicou que o prédio da biblioteca não foi contemplado na obra de 2016, a qual foi entregue em 2018.

“É importante destacar que esse imóvel tombado é antigo. Já temos duas empresas interessadas e com uma proposta para aumentar nossos recursos financeiros”, afirma Marcelo.

 

Voltar

Leia também

ECONOMIA: Riscos aumentam, mas cenário para o agro até 2032 segue favorável

PORTO: Empregados da SPA aprovam acordo e encerram greve

CAFÉ: Lavouras brasileiras de café devem render R$ 63 bi no atual ciclo, projeta Embrapa

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.