Clima e Previsão do Tempo
Santos, SP/

27/10/2011

Associação Comercial de Santos participa da abertura do 12.º Congresso da Facesp

O presidente da Associação Comercial de Santos (ACS), Michael Timm, falou na abertura do 12.º Congresso das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, na noite desta quarta-feira, 26 de outubro de 2011, no Mendes Convention Center, em Santos.

A solenidade contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, do prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, e do presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato, também presidente da Associação Comercial de São Paulo, entre outras autoridades e convidados.

A Associação Comercial de Santos também mantém estande no congresso.

DISCURSO DO PRESIDENTE DA ACS

Com certeza, o nosso prefeito João Paulo Tavares Papa vai concordar: sejam todos bem-vindos.

Santos e a Associação Comercial de Santos se sentem honradas e felizes por serem a sede do 12.º Congresso da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. E, a partir de amanhã, simultaneamente, pela realização do 9.º Encontro Estadual do Empreender Competitivo e do 5.º Encontro de Gestores da Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem. E ainda teremos, daqui a pouco, a abertura da 8.ª Feira de Empreendedores Econômicos e Sociais.

Sucesso a todos.

Em síntese: teremos muito trabalho e oportunidades importantes para refletir sobre o nosso futuro.

De pronto, cumprimentamos o presidente da Facesp, Rogério Amato, e toda a sua equipe pelo tema central do Congresso: “Hora de Agir”.

Sem dúvida, é um tema amplo, profundo e sugestivo, que, no mínimo, nos leva a uma reflexão. Será que estamos fazendo a nossa parte?

Por um lado, com certeza. Como empresário, como comerciante ou como dirigente de entidade, inegavelmente estamos trabalhando e contribuindo para o desenvolvimento da nossa Cidade, do nosso Estado e do nosso País. De outro lado,  porém, talvez possamos fazer mais, principalmente institucionalmente.

Com frequência, em reuniões, debates ou solenidades, destacamos que, na prática, somos verdadeiros heróis, que lutamos diariamente para sobreviver a essa rede de impostos, leis e uma burocracia que dificultam o nosso dia a dia.  E até inibem nossos investimentos e a consequente criação de novos empregos.

Não podemos esquecer o que ocorreu no dia 13 de setembro, às 11h31: o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo registrou R$ 1 trilhão de impostos pagos pelos brasileiros desde o dia 1.º de janeiro deste ano. São impostos da União, estados e municípios. Em relação a 2010, atingimos esta marca 35 dias mais cedo. Triste recorde.

No ano passado, durante a campanha presidencial, recebemos na Associação Comercial de Santos os três principais candidatos à Presidência da República: José Serra, Dilma Roussef e Marina Silva. Aos três, de forma clara, ressaltamos a urgente necessidade de uma reforma tributária. Além, é claro, das reformas fiscal e trabalhista. E todos assumiram o compromisso de colocar a questão tributária como uma de suas prioridades de Governo.

Infelizmente, porém, até agora nada mudou. Por isso, a partir do tema “Hora de Agir”, temos que nos mobilizar, temos que manter o assunto na ordem do dia, temos que exigir, para o bem do Brasil.

É óbvio que o ideal é a redução da carga tributária, mas colocamos também a necessidade da simplificação do processo tributário, em todos os níveis. Se não aceitam reduzir, pelo menos simplifiquem. Não é possível mais conviver com  tanta legislação e tanta burocracia.

Muitos dos nossos associados atuam na área de exportação de café, utilizando o Porto de Santos, o maior da América Latina. Mais de 80 por cento do café exportado saem pelo Porto de Santos, mas convivemos ainda com falta de infraestrutura, gargalos logísticos e excessiva burocracia.

Importante lembrar que nosso complexo portuário responde por mais de 26 por cento da balança comercial brasileira. Não temos a pretensão de chegar aos níveis dos portos de Shanghai, Shenzen ou Hong Kong, onde três de nossos diretores estiveram em recente missão de intercâmbio e troca de experiências. Porém, mais do que pensar em reajuste de tarifas, é preciso buscar competitividade, produtividade e modernidade.

A história demonstra que as grandes mudanças têm origem na conscientização e mobilização da sociedade civil. Dentro desse contexto, o tema Hora de Agir indica o caminho que temos a seguir. Não há outra solução.

Insisto: temos que nos mobilizar, temos que debater permanentemente os temas que nos preocupam, temos que pressionar. Em defesa do empresário, do comerciante e do mais simples empreendedor. E em nome da sociedade civil.

É, também, uma ação empreendedora.

Vale  lembrar: "Empreendedorismo é juntar todos os esforços - físicos, financeiros e técnicos – para transformar uma idéia em um negócio com resultados."

Para terminar, caro presidente Rogério Amato, durante esses  três dias de trabalho, queremos que a nossa Associação Comercial de Santos, a mais antiga do Estado de São Paulo e a quarta do Brasil, com 141 anos, seja uma extensão do 12.º Congresso da Facesp.

Contem conosco.

Muito obrigado.

Confira fotos da solenidade de abertura


Leia mais informações no site do Diário do Comércio

Voltar

Leia também

Auditores fiscais de Santos passam por capacitação em congresso, PREFEITURA DE SANTOS, 26/09/2022

CAFÉ: Após baixas, café abre semana monitorando financeiro e chuvas no BR, mas com poucas variações em NY

ELEIÇÕES: Abstenção pode ser decisiva ao resultado eleitoral

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.