09/05/2011

Após 8 altas, mercado reduz previsão de inflação, aponta Focus

Depois de oito altas consecutivas a previsão para a inflação oficial neste ano --o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)--, apresentou um recuo passando de 6,37%, na semana passada, para 6,33% nesta segunda-feira. As informações são do boletim Focus divulgado pelo BC nesta segunda-feira.

Na sexta-feira (6), o resultado oficial do IPCA de abril, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), assustou o mercado ao ultrapassar o teto da meta estipulado pelo BC, de 6,5%. O índice marcou 6,51% no acumulado dos últimos 12 meses. Com a marca, a inflação acumulada no período é a mais alta desde julho de 2005, quando os preços subiram 6,57%.

No entanto, o ministro Guido Mantega (Fazenda) disse que o resultado do IPCA de abril mostra que a inflação no Brasil já está desacelerando. Segundo ele, o indicador de abril já apresenta uma queda e está abaixo das expectativas do mercado.

A projeção para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) se manteve em 4%. Para 2012, a previsão foi reduzida de 4,25%, na semana passada, para 4,21%.

A previsão de preço para o dólar para este se manteve em R$ 1,62, enquanto para 2012 continua em R$ 1,70.

Já a expectativa do mercado para a taxa básica de juros (Selic) também foi mantida em 12,5% para este ano, e para 2012 passou de 12% para 12,25%.

O centro da meta inflacionária do BC é de 4,5%. Para 2012, a projeção de inflação se manteve inalterada em 5%.

A redução divulgado no boletim Focus de hoje é positiva e pode confirmar a previsão otimista do governo de que a "trajetória de queda da inflação já começou", como afirmou Mantega em entrevista à Folha na edição de sábado (7).

O boletim Focus é elaborado pelo Banco Central a partir de consultas feitas a uma centena de instituições financeiras. Ele expressa como o mercado percebe o comportamento da economia semanalmente.

Fonte: Uol - 9/5/2011

Voltar

Leia também

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

ECONOMIA: Selic deverá atingir 8,75% para controlar a inflação

PETRÓLEO E GÁS: Produção de petróleo e gás no pré-sal é recorde em setembro

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.