03/08/2011

Aperto em Cumbica continuará mesmo com ‘puxadinhos’

Mesmo com as obras de ampliação de R$ 86 milhões previstas para este ano, quem usa o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (Cumbica), não vai se livrar do aperto. A capacidade vai aumentar de 20,5 milhões para 26,5 milhões de passageiros por ano. No entanto, estimativas da própria Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mostram que o aeroporto já deve fechar este ano com 31 milhões.

A ampliação será feita com um "puxadinho" (módulo provisório para passageiros em fase de construção) e dois "puxadões" (terminais remotos, que exigem que os passageiros tomem ônibus para chegar ao avião). Apenas o "puxadinho" e um dos "puxadões" vão ficar prontos até dezembro. O segundo "puxadão" será aberto só em dezembro do ano que vem.

Mas, ainda que o movimento de Cumbica ficasse estagnado, as novas estruturas não dariam conta da demanda: no ano passado, o aeroporto já recebeu 26,8 milhões de pessoas. As obras também não vão eliminar motivos que hoje causam dor de cabeça aos passageiros: falta de estacionamento, lentidão no embarque e espera no avião por falta de fingers (passarelas entre portões de embarque e aeronaves).

Construídos no meio do terminal de cargas, os "puxadões" ficam a 2 km do restante do aeroporto - em Madri e Londres, essa distância é vencida com trens de circulação interna. Em Cumbica, como os novos terminais serão remotos, o embarque deverá ser feito de ônibus até os aviões, sem fingers. O sistema não só aumenta o tempo de embarque como depende da organização da companhia. A Infraero afirma que o embarque também poderá ser feito "a pé".

Fonte: informações são do jornal O Estado de S. Paulo / Uol Notícias - 3/8/2011

 

Voltar

Leia também

Deputada leva à ANS pleito da Associação Comercial de Santos, Diário do Litoral, 21/10/2021

Associação Comercial de Santos promove agenda de sustentabilidade no próximo dia 28

CAFÉ: Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.