Presidente da SPA fala sobre a importância da parceria entre Porto e universidades

Fonte: Departamento de Comunicação da ACS

Criação de startups, capacitação de profissionais e designação de um espaço para agregar valor à atividade portuária. Estas foram algumas das ideias defendidas pelo novo diretor-presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, durante videoconferência realizada com os integrantes da Câmara de Instituições de Ensino da Associação Comercial de Santos (ACS), na manhã desta quarta-feira (03).

Em quase uma hora, Biral explicou que a reestruturação da empresa é fundamental para trazer bons frutos. “O setor público tem regras, sistemas e formas de controle que são bem diferentes da iniciativa privada. Mas, isso não quer dizer que ele não pode ser tão eficaz, rápido e ágil como o de uma empresa particular. A antiga Codesp tinha uma imagem e hoje queremos transformá-la em algo eficiente”.

Na opinião do diretor, investimentos em infraestrutura e tecnologia são fundamentais para melhorar a questão de logística e do comércio exterior. Biral explicou que vários gestores da SPA fizeram um treinamento de capacitação na Universidade de Valência, na Espanha. “Tive a oportunidade de acompanhar a parceria entre as empresas locais, os operadores de terminais e as universidades de Valência. Esse estreitamento da relação é fundamental termos aqui na região. Mas, nem todo o modelo no exterior pode ser implantado aqui. Temos que ver nossas reais necessidades e criar nosso próprio modelo”, defendeu.

No final de sua apresentação, Biral falou que dentro da própria SPA podem ser oferecidos espaços físicos para a criação de startups e incubadoras com projetos e soluções para o cais santista. “Estamos abertos à sugestões, críticas e soluções para o melhor funcionamento do Porto de Santos”.

Para a coordenadora da Câmara, Silvia Teixeira Penteada, é fundamental que as universidades conheçam quais são as dores do porto e tragam soluções e pesquisas. “O Porto de Santos é a nossa maior riqueza e queremos dar nossa contribuição para sairmos cada vez mais fortalecidos. Por isso, temos esse elo com a Autoridade Portuária para que possamos contribuir de alguma maneira”.

Retomada das atividades escolares

Após a apresentação do presidente da SPA, os integrantes da Câmara falaram do plano de retomada das aulas previsto para agosto. Há muitas questões ainda para serem discutidas, mas a previsão é que as escolas voltem a funcionar com 20% dos alunos de cada série e, que, em algumas instituições sejam implantadas cabines de desinfecção para que os alunos consigam transitar livremente.

Com o intuito de ter essa retomada com uma maior eficiência, a Câmara criou um grupo para trocar experiências e escolher o melhor método a ser implantando. “É uma questão complexa. Temos várias vertentes. A primeira é mostrar que não houve perda na qualidade de ensino com a quarentena. A segunda é dar a segurança para o aluno e para a sociedade, como um todo, e que aquele que perdeu o emprego no meio da pandemia não seja ‘marginalizado’, no sentido de ser punido por não conseguir manter seus estudos”, disse a coordenadora Silvia Teixeira Penteado.






Fonte: Departamento de Comunicação da ACS

 

Criação de startups, capacitação de profissionais e designação de um espaço para agregar valor à atividade portuária. Estas foram algumas das ideias defendidas pelo novo diretor-presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, durante videoconferência realizada com os integrantes da Câmara de Instituições de Ensino da Associação Comercial de Santos (ACS), na manhã desta quarta-feira (03).

 

Em quase uma hora, Biral explicou que a reestruturação da empresa é fundamental para trazer bons frutos. “O setor público tem regras, sistemas e formas de controle que são bem diferentes da iniciativa privada. Mas, isso não quer dizer que ele não pode ser tão eficaz, rápido e ágil como o de uma empresa particular. A antiga Codesp tinha uma imagem e hoje queremos transformá-la em algo eficiente”.

 

Na opinião do diretor, investimentos em infraestrutura e tecnologia são fundamentais para melhorar a questão de logística e do comércio exterior. Biral explicou que vários gestores da SPA fizeram um treinamento de capacitação na Universidade de Valência, na Espanha. “Tive a oportunidade de acompanhar a parceria entre as empresas locais, os operadores de terminais e as universidades de Valência. Esse estreitamento da relação é fundamental termos aqui na região. Mas, nem todo o modelo no exterior pode ser implantado aqui. Temos que ver nossas reais necessidades e criar nosso próprio modelo”, defendeu.

 

No final de sua apresentação, Biral falou que dentro da própria SPA podem ser oferecidos espaços físicos para a criação de startups e incubadoras com projetos e soluções para o cais santista. “Estamos abertos à sugestões, críticas e soluções para o melhor funcionamento do Porto de Santos”.

 

Para a coordenadora da Câmara, Silvia Teixeira Penteada, é fundamental que as universidades conheçam quais são as dores do porto e tragam soluções e pesquisas. “O Porto de Santos é a nossa maior riqueza e queremos dar nossa contribuição para sairmos cada vez mais fortalecidos. Por isso, temos esse elo com a Autoridade Portuária para que possamos contribuir de alguma maneira”.

 

Retomada das atividades escolares

 

Após a apresentação do presidente da SPA, os integrantes da Câmara falaram do plano de retomada das aulas previsto para agosto. Há muitas questões ainda para serem discutidas, mas a previsão é que as escolas voltem a funcionar com 20% dos alunos de cada série e, que, em algumas instituições sejam implantadas cabines de desinfecção para que os alunos consigam transitar livremente.

 

Com o intuito de ter essa retomada com uma maior eficiência, a Câmara criou um grupo para trocar experiências e escolher o melhor método a ser implantando. “É uma questão complexa. Temos várias vertentes. A primeira é mostrar que não houve perda na qualidade de ensino com a quarentena. A segunda é dar a segurança para o aluno e para a sociedade, como um todo, e que aquele que perdeo emprego no meio da pandemia não seja marginalizado, no sentido de ser punido por não conseguir manter seus estudos”, disse a coordenadora Silvia Teixeira Penteado.

                                       





Rua XV de Novembro, 137 - Centro Histórico, Santos / SP - CEP: 11010-151
E-mail: acs@acs.org.br - Telefone: (13) 3212-8200 - Fax: (13) 3212-8201

desenvolvido por marcasite