Associação Comercial de Santos inaugura nova sala de café e curso do mês de julho já tem 9 japoneses inscritos

Ao todo, serão 24 alunos; inscrições estão esgotadas para esta turma

Fonte: Assessoria de imprensa ACS

Com máquinas de ponta e equipamentos multimídia de última geração, a Associação Comercial de Santos (ACS) inaugurou, nesta segunda-feira (18), a nova Sala de Classificação e Degustação de Café. A obra de modernização da sala, que ocupa todo o terceiro andar, durou seis meses e envolveu ainda a execução de projeto de acordo com as exigências da Specialty Coffee Association (SCA).

Estiveram presidentes no evento os diretores da ACS, além do vice-presidente, Vicente do Valle, e do presidente, Roberto Clemente Santini.

Em seu discurso, Roberto Clemente Santini destacou a importância dessa obra de modernização. “Nossa tradicional sala de classificação e degustação de café está hoje no nível que o mercado mundial exige em termos de equipamentos, infraestrutura e tecnologia”.

Com esse importante up grade, a grande novidade será o curso de Q-Grader, qualificação concedida a profissionais de classificação e degustação de café.

 

“Consiste em uma série de exames práticos, desenvolvidos pelo Instituto de Qualidade de Café. O projeto teve também por objetivo qualificar os nossos tradicionais cursos de classificação de café. Inegavelmente as condições de trabalho serão ideais para as aulas práticas e teóricas. No total, são cinco por ano. Aliás, a nova turma começará no dia 2 de julho, com 24 participantes, sendo 9 japoneses. Um número recorde”, ressaltou Santini.

O curso da ACS é realizado desde 1989 e já formou mais de 800 alunos, da região, de vários estados do Brasil e de vários países, principalmente do Japão.

Outro importante serviço realizado na Sala de Café da ACS desde setembro de 1981, a Emissão do Laudo de Qualidade do Café (autorizada pelo Banco Central, na época) é um documento de avaliação de tudo que se refere à qualidade técnica e sensorial do café, tanto para exportação quanto para importação do produto. Desde 2006 foram emitidos mais de 5 mil laudos, nas normas de classificação Nova York (Americana)/ COB ( Classificação Oficial Brasileira) / Le Havre ( Francesa).

Novidades

O coordenador da Câmara Setorial dos Exportadores de Café da ACS, Moacir Delfim Leite Soares, destacou a importância do curso de Q-Grader, que está em processo de implantação na sala nova da ACS.

 

“O objetivo deste curso, o único de licenciamento de provadores de café arábica reconhecido internacionalmente, é criar uma equipe qualificada, que possa avaliar, de forma consistente e precisa, as características físicas e sensoriais de qualidade do café”.

Moacir, que acompanhou todos os passos da obra da sala de café, explicou como foi feita a escolha dos equipamentos.

“Para atender às exigências da Specialty Coffee Association, optamos pelo sistema de filtragem Pentair e o pelo sistema de aquecimento de água Bunn, utilizados nas maiores cafeterias do mundo, como a Starbucks, por exemplo. A qualidade desses equipamentos é extremamente importante, para que o café não sofra a influência de odores durante as provas. Não abrimos mão de investir em equipamentos de ponta, mas não perdemos a oportunidade, sempre que possível, de reformar e manter as características arquitetônicas do prédio, preservando sua história”.

O arquiteto responsável foi Antonio Carlos Souza Campos, da Ponto AU, empresa que venceu a concorrência para execução dos trabalhos.

 

“Como, além de arquiteto, Antonio Carlos também é classificador e degustador de café, já conhecia as necessidades e os detalhes que a construção de uma sala como esta exige”, explicou Soares.

Além dos sistemas de filtragem e aquecimento de água, foram instalados modernos equipamentos de audiovisual, som e projeção e também o chamado sistema de blackout. Trata-se de uma iluminação vermelha, que permite a locomoção dentro do ambiente, porém limita a percepção das características do grão, durante a classificação.

“Dessa forma, o aluno fica concentrado apenas na degustação, que é o correto, sem observar as características físicas do café”, finalizou Moacir.

Foi instalado ainda um novo moinho e torrador para amostra de café, modelo Laboratto, de seis bocas, da marca Carmonaq, uma das melhores do Brasil.

O professor Nilton Ribeiro, degustador de classificador de café há 55 anos, que ministra as aulas de café na ACS, ficou maravilhado com o que viu.

 

“Parabéns aos responsáveis. A antiga sala tinha uma limitação: a sala de torração tinha espaço para apenas um aluno. Agora, podem entrar grupos. Os equipamentos são muito importantes para aprimorar o conhecimento dos alunos, porque quem vai trabalhar precisa saber operar esses equipamentos novos. Então, eles sairão daqui capacitados para o mercado de trabalho”.

Inscrições para cursos

O tradicional Curso de Classificação e Degustação de Café da ACS, que ocorre em cinco edições, terá, excepcionalmente, aulas em agosto, além da turma já fechada de julho.

Nesta turma de agosto, será oferecido o curso com a carga horária estendida (quatro horas diárias) e a duração de duas semanas. As inscrições estão abertas e os interessados devem entrar em contato com a ACS, pelo telefone 3212-8200 e falar com o setor administrativo.

Já para o curso de Q-Grader será necessária a vistoria realizada pela SCA, responsável por avaliar o espaço, equipamentos e o material didático. A previsão é que até outubro a nova sala já esteja apta para oferecer o novo curso.

As aulas para aquisição da certificação de Q-Grader são realizadas durante seis dias, sendo três de instruções e três de provas. Os aprovados são certificados como avaliadores de qualidade, os chamados Q-Graders, podendo diferenciar e avaliar qualidades e defeitos, por meio de análises sensoriais de grãos vindos de até 36 origens, usando uma terminologia padronizada de atributos e pontuações.

Galeria

Após a inauguração da sala de café, o público seguiu para o auditório, onde ocorreu a solenidade de introdução do quadro do empresário Michael Robert August Timm na galeria dos ex-presidentes da Associação Comercial de Santos.

Michael Timm, acionista da Stockler Comercial e Exportadora Ltda, uma das mais tradicionais empresas na área de produção e exportação de café, foi presidente da ACS por dois mandatos: 2009/2011 e 2011/2014.

Foi também presidente do então Departamento dos Exportadores de Café da ACS e integrante do Conselho Deliberativo do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), além de representante da ACS no Conselho de Autoridade Portuária (CAP).

Acompanhado de sua família, Timm ficou emocionado com a homenagem.

“Me sinto imensamente honrado com a presença de todos que vieram para acompanhar a introdução do meu quadro nessa importante entidade. Fiz uma investigação sobre a participação de minha família na Associação Comercial de Santos e fiquei surpreso. Já sabia que meu tataravô tinha sido sócio fundador da Associação, mas pude perceber que tinham passado também por aqui meu bisavó, meu avô, meu pai e eu, a quinta geração. Me sinto muito honrado”.

Timm relembrou que a eleição que o colocou como presidente da ACS foi bastante disputada. “Trabalhamos por muitos meses e conseguimos chegar à presidência. Ao longo de dois mandatos, uma das grandes dificuldades era atrair os associados. Agora, com a modernização, espero que os sócios venham, participem e usem a ACS para melhorar seus setores, a Cidade, o Estado e o País”.

                                       





Rua XV de Novembro, 137 - Centro Histórico, Santos / SP - CEP: 11010-151
E-mail: acs@acs.org.br - Telefone: (13) 3212-8200 - Fax: (13) 3212-8201

desenvolvido por marcasite