Acompanhe em tempo real tudo que acontece no Santos Export 2017

17H46

O último painel do Santos Export 2017 foi finalizado, encerrando a 15ª edição do evento. 

17H15

Prof. Cledson Akio Sakurai, doutor em Engenharia Elétrica e professor do Campus Baixada Santista da Unifesp, ressaltou a importância da instalação de câmeras de alta resolução para o monitoramento das movimentações portuárias.  

17H13

Carlos Henrique de Oliveira Poço, diretor de Operações Logísticas da Codesp, garante que o projeto para implantação de drones está em fase final e esses equipamentos devem começar a operar no Porto até o fim deste ano. Um dos objetivos da utilização desses equipamentos é aumentar a segurança portuária.  

17h01


O delegado-chefe da Polícia Federal de Santos, Júlio Cesar Baida Filho, apresenta números de autuações e medidas de segurança que a PF tem realizado no Porto de Santos.  

16h59

Ocorre agora o terceiro painel do dia, com o tema "Novas tecnologias nas operações do Porto de Santos".
Tópicos: A automatização nas operações de contêineres - o terminal 2.0; tecnologia e meio ambiente; o monitoramento das cargas no retroporto; os planos de segurança do Porto contra sinistros 
Participantes: Júlio Cesar Baida Filho, delegado chefe da Policia Federal de Santos; Prof. dr. Cledson Akio Sakurai, doutor em Engenharia Elétrica e professor do Campus Baixada Santista da Unifesp; Carlos Henrique de Oliveira Poço, diretor de Operações Logísticas da Codesp.
Debatedor: Philippe Masse, presidente do Ecoporto Santos.
Mediador: Leopoldo Figueiredo, editor de Porto & Mar de A Tribuna

15H45



Em resposta, Fellipe Babbini Marmo, diretor administrativo do Dersa, disse que o projeto executivo está concluido e falta conseguir financiamento para começar esta obra.  

15H42



Willy Maxwell, diretor de Operações e Logística da Rodrimar, questionou se a construção de um túnel entre Santos e Guarujá ainda está sendo estudada.  

15h37



João Maria Menano, presidente da AMA, ressaltou a necessidade da construção de mais um acesso à margem direita do Porto de Santos, que hoje possui apenas o viaduto da Alemoa como via para acessar este trecho portuário.  

15H24



O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, fala neste momento sobre a participação dos governos federal, estadual e municipal nas obras de acesso à entrada da cidade de Santos.

15H12

Virgílio Pina, diretor da T-Grão, apresenta sugestões para melhorar a questão do transporte ferroviário na região.

15H03

O presidente da ACS, Roberto Clemente Santini, e os diretores André Canoilas, Pedro Veras e Márcio Calves.

14H57


Começou o segundo painel do Santos Export 2017, com o tema "Acessos terrestres do Porto de Santos"
Tópicos: Os gargalos ferroviários nos acessos ao Porto; a expansão da ferrovia no transporte de grãos; novos acessos ao cais santista.
Participantes: Tito Lívio Pereira Queiroz e Silva, gerente de Regulação da ANTT; Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos; Fellipe Babbini Marmo, diretor administrativo da Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A. 
Debatedores: João Maria Menano, presidente da AMA; Virgílio Pina, diretor da T-Grão; Willy Maxwell, diretor de Operações e Logística da Rodrimar 
Mediador: Leopoldo Figueiredo, editor de Porto & Mar de A Tribuna

Almoço

13H10

Ao final do painel, o presidente da Codesp, José Alex Botelho de Oliva, disse que no início de outubro será apresentado à sociedade mais um acesso ao Porto de Santos: a hidrovia interna. Segundo ele, as plantas já estão prontas e o sistema já foi homologado pela marinha.

12h57

O presidente da ACS, Roberto Clemente Santini, assiste ao painel.

12h35

Nilson Ferreira dos Santos, presidente da Praticagem de São Paulo, relata os trabalhos e estudos que têm sido feitos para permitir que navios maiores acessem o Porto de Santos.

12H00




Participam das palestras do Santos Export, Vicente do Valle, vice-presidente da ACS e diretor da Ciesa; ao seu lado, Paulo Naef, diretor superintendente de A Tribuna; Mike Sealy, presidente do Conselho de Câmaras Setoriais da ACS e diretor da Stolthaven Santos; e Edison Monteiro, diretor financeiro da ACS e diretor geral da UNIP Santos.

11H57

Marlos Tavares, diretor de Operações da Santos Brasil, acredita que o modelo de condomínio, que reuniria arrendatários de terminais como sócios obrigatórios e as operadoras como sócias facultativas, seja o ideal para administração da dragagem do Porto de Santos.

11H47

Mário Povia, diretor da Antaq, fala sobre a ineficiência do atual modelo de dragagem do Porto de Santos.

11H39

Luís Felipe Velerim Pinheiro, diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp, fala sobre a possibilidade de administração da dragagem ser feita sob o modelo de condomínio.

11H33

João Batista de Almeida Neto, presidente do Sopesp, explica detalhes sobre o grupo formado por integrantes de entidades ligadas ao Porto de Santos para tentar encontrar soluções para a questão da dragagem.

11h25

Começou o painel: Um novo modelo de dragagem - uma evolução necessária
Participantes: João Batista de Almeida Neto, presidente do Sopesp; José Alex Botelho de Oliva, presidente da Codesp; Luís Felipe Velerim Pinheiro, diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp; Mário Povia, diretor da Antaq.
Debatedores: Marlos Tavares, diretor de Operações da Santos Brasil; Antonio Passaro, diretor presidente da BTP; Cláudio Loureiro, diretor executivo do Centronave; Nilson Ferreira dos Santos, presidente da Praticagem de São Paulo.
O moderador deste painel é o diretror executivo da ACS, Marcio Calves.

10h15


O palestrante fala neste momento sobre os benefícios do novo decreto dos portos e seus resultados, como por exemplo o fato de em um ano de governo terem sido autorizadas 30 novas instalações portuárias para construção e exploração de TUP e as ETC. Ou seja, uma nova instalação a cada 13 dias.

10h00

Começou a palestra: O que podemos esperar de investimentos logísticos e de infraestrutura para o Porto de Santos, ministrada pelo diretor de outorgas portuárias da Secretaria Nacional de Portos, do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Ogarito Linhares.

9h40

Desde o ano passado, o porto centralizou sua administração em um prédio histórico, onde a arquitetura antiga se une à moderna. Os andares mais altos formam a imagem de um navio.

9h35


Entre as características deste porto, localizado na Bélgica, está o acesso rápido a uma rede internacional de rodovias. Ele está instalado, inclusive, no coração de uma rede ferroviária de alta performance.

12/09/2017

9h30

Começa agora o segundo dia de palestras do Santos Export 2017.

Neste momento, o representante do porto de Antuérpia no Brasil, Ricardo Sproesser, Apresenta números sobre o porto de Antuérpia. Segundo ele, o Brasil é o sexto maior parceiro comercial deste porto.



11/09/2017

Santos Export 2017 - Marta Suplicy anuncia que portaria para dar início à privatização da dragagem deve sair na próxima semana

Fonte: Assessoria de imprensa ACS

Durante a abertura da 15ª edição do Santos Export - Fórum Internacional para a Expansão do Porto de Santos, realizada no Mendes Convention Center nesta segunda-feira (11), a senadora Marta Suplicy anunciou que na próxima semana deverá ser publicada uma portaria para dar início ao processo de privatização da dragagem do Porto de Santos.

“Deverá sair uma portaria com os nomes dos membros acordados para a formalização dessa questão e em 90 dias teremos uma decisão que será entre condomínio e a concessão. Acredito que realmente é o melhor caminho”.

Vale lembrar que o Governo e a iniciativa privada se uniram na busca de uma solução definitiva para a dragagem do Porto de Santos durante recente reunião em Brasília, no Palácio do Planalto, quando empresários e o Governo Federal acertaram a formação de um grupo de trabalho para tentar viabilizar a privatização do serviço.

Além da senadora, diversas autoridades e integrantes da diretoria-executiva da Associação Comercial de Santos (ACS), estiveram presentes da abertura do evento, reconhecido como a principal jornada de debates portuários do País. Entre eles, os diretores da ACS Andre Canoilas, Edison Monteiro e Fabricio Julião, além do diretor-executivo, Marcio Calves.

Realizado pelo sistema A Tribuna de Comunicação, o Santos Export 2017 foi aberto pelo presidente da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini, também presidente da Associação Comercial de Santos, uma das principais apoiadoras do fórum.

Em seu discurso, Santini falou sobre o crescimento na movimentação de cargas do Porto de Santos no primeiro semestre deste ano, registrado apesar da crise econômica que atinge o Brasil.

“A movimentação de cargas do Porto de Santos, ao final do primeiro semestre, atingiu a marca de 61 milhões, 43 mil e 935 toneladas, a melhor de toda série histórica do Porto para o período, superando em 5,7 por cento a marca registrada de janeiro a junho de 2016. E mais: foram 2.373 atracações e a circulação de 1 milhão, 250 mil e 114 caminhões. São, sem dúvida, números animadores, que confirmam a força do Porto de Santos. O mais importante é que isso ocorreu num período de instabilidade econômica que, felizmente, está sendo superado”.

Em seguida, ele citou alguns temas que serão debatidos no seminário deste ano, entre eles, a questão da privatização da dragagem.

“Do recente período de turbulências, surgiu uma situação muito importante, com perspectivas inéditas. Rigorosamente, Governo e iniciativa privada se uniram na busca de uma solução definitiva. Em recente reunião em Brasília, no Palácio do Planalto, empresários e o Governo Federal acertaram a formação de um grupo de trabalho para tentar viabilizar a privatização do serviço de dragagem. É importante ressaltar, o setor empresarial chegou a um consenso em torno de uma proposta para a questão, demonstrando que efetivamente está imbuído em torno de uma solução definitiva. Não se trata de uma tentativa de esvaziar a autoridade portuária, cujo papel será sempre relevante, mas, sim, de uma iniciativa para contribuir com a modernização da atividade portuária. Com certeza, se a proposta for aprovada e colocada em prática, todos serão beneficiados”.

Por fim, Roberto Clemente Santini citou questões importantes que precisam de maior atenção das autoridades para que o Porto de Santos e toda a região continuem se desenvolvendo, como a construção de uma ligação seca entre Santos e Guarujá, por exemplo.

“Num plano mais global do complexo portuário, que envolve diretamente a região, temos que avançar na questão da ligação seca entre Santos e Guarujá. Há um projeto pronto da inciativa privada, envolvendo a concessionária do Sistema Anchieta Imigrantes, vamos trabalhar para resolver a questão”.

Outras autoridades

Otimista, o vice-governador, Marcio França, acredita que as perspectivas para a economia do País são boas, uma vez que cenários críticos como o atual já foram vistos no Brasil outras vezes e, posterior a essas situações, grandes retomadas ocorreram.

“O Brasil segue uma certa lógica de quase 100 anos. Desde o crash da Bolsa de Nova Iorque, o país teve uma queda na economia muito grande, abaixo de zero, e com isso tivemos a queda do presidente da república. Depois, subiu a economia, mas em 1933 caiu de novo e tivemos uma segunda queda de presidente da república.  Em 1963 de novo a economia despencou e caiu outro presidente da república. Subiu de novo em 73, mas 83 caiu economia e o presidente da república e em 1993 a mesma coisa e agora, a mesma coisa. Não é a política que derruba a economia, é a economia que derruba a política. A boa notícia é que nas últimas quatro vezes, após a queda do presidente da república, a economia do Brasil cresceu 4% no mínimo. E a minha expectativa é que a economia vai crescer mais do que 4% no ano que vem: 6%”.

O presidente da Codesp, José Alex Botelho de Oliva, lembrou em sua fala dos desafios enfrentados pelo Porto de Santos durante a crise dos últimos anos.

“Ao longo desse último ano, o Porto tem feito um verdadeiro milagre, porque estamos em obras, a perimetral está sendo ampliada, temos obras na parte do cais e temos respondido à chamada que o País nos tem feito num momento de crise, num momento em que a economia precisa de resposta”.

Após a abertura, o especialista e transportes, logística, seguros e comércio exterior, Samir Kéedi ministrou uma palestra com o tema “Problemas e soluções para o Porto de Santos”, e fechou o primeiro dia do fórum.


Confira a programação desta terça-feira (12)

9H00 - Palestra sobre o Porto de Antuérpia

Palestrante:  Ricardo Sproesser, Representante do Porto de Antuérpia

9h30 - Palestra:  O que podemos esperar de investimentos logísticos e de infraestrutura para o Porto de Santos

Palestrante:  Ogarito Linhares, diretor de Outorgas Portuárias da Secretaria Nacional de Portos, do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

10h15 - Coffee-break

11 horas -  Painel 1:  Um novo modelo de dragagem – uma evolução necessária

Participantes:

- Beto Mansur, Deputado Federal

- João Batista de Almeida Neto, Presidente do Sopesp

- José Alex Botelho de Oliva , Presidente da Codesp

- Luis Felipe Valerim Pinheiro, Diretor de Transporte e Logística da FIESP

- Mario Povia, Diretor da ANTAQ

Debatedores:

- Marlos Tavares, Diretor de Operações da Santos Brasil

- Antonio Passaro, Diretor Presidente da BTP

- Claudio Loureiro, Diretor Executivo do Centronave

- Nilson Ferreira dos Santos, Presidente da Praticagem São Paulo

Moderador: Marcio Calves, Diretor Executivo da Associação Comercial de Santos

13H00 - Almoço

14h30 Painel 2- Acessos terrestres do Porto de Santos

- Os gargalos ferroviários nos acessos ao Porto

- A expansão da ferrovia no transporte de grãos

- Novos acessos ao cais santista

Participantes:

- Tito Lívio Pereira Queiroz e Silva, Gerente de Regulação da ANTT

- Paulo Alexandre Barbosa, Prefeito de Santos

- Fellipe Babbini Marmo, Diretor Administrativo da DERSA Desenvolvimento Rodoviário S/A

Debatedores:

- João Maria Menano, Presidente da AMA

- Virgilio Pina, Presidente da T-Grão

Mediador: Leopoldo Figueiredo, Editor do Caderno de Porto e Mar do Jornal A Tribuna

16h15 – Coffee-break

16h30Painel 3 - Novas tecnologias nas operações do Porto de Santos

- A automatização nas operações de contêineres - o terminal 2.0

- Tecnologia e meio ambiente

- O monitoramento das cargas no retroporto

- Os planos de segurança do Porto contra sinistros

Participantes:

- Ronaldo Lázaro Medina, Subsecretário de Aduana e Relações Internacionais da Receita Federal do Brasil

- Prof. Dr. Cledson Akio Sakurai, Doutor em Engenharia Elétrica pela UNIFESP

- Carlos Henrique de Oliveira Poço, Diretor de Operações Logísticas da CODESP

Debatedor:

- Philippe Masse, Presidente do Ecoporto Santos

Mediadora: Arminda Augusto, Editora Chefe do Jornal A Tribuna

 

 


 

 



                                       





Rua XV de Novembro, 137 - Centro Histórico, Santos / SP - CEP: 11010-151
E-mail: acs@acs.org.br - Telefone: (13) 3212-8200 - Fax: (13) 3212-8201

desenvolvido por marcasite